Reunião Ministerial Ibero-americana sobre a "Segurança Energética na América Latina: Energia Renovável como uma Alternativa Viável"
26-27 de Setembro de 2006 | Montevidéu, Uruguai
 

 

Resumo do IISD
HTML
PDF
Inglês
Espanhol
Português

Versão em Espanhol - Versão em Inglês

Cobertura diária pela rede
sf
tf
qf
qf
sf
s
d

Cobertura diária pela rede: De 26 de Setembro - 27 de Setembro

 
Destaques de Quarta-Feira, 27 de Setembro de 2006

 

 

 

Durante a sessão de encerramento do painel, Tabaré Vázquez, Presidente do Uruguai, refletiu sobre o papel estratégico que a energia renovável pode ter na redução da dependência de fontes energéticas estrangeiras e em reduzir as emissões dos gases causadores do efeito estufa.

 

Na quarta-feira, quatro mesas redondas foram realizadas sobre os aspectos técnicos e mercadológicos da energia renovável na América Latina. Estas mesas redondas foram seguidas de discussões sobre questões-chave, tais como barreiras, áreas problemáticas e oportunidades potenciais na região.

De manhã, a primeira mesa redonda sobre biomassa e biocombustíveis reviu experiências bem sucedidas na região, incluindo aspectos técnicos e realidades do mercado de biocombustíveis, tais como o bioetanol e o biodiesel. A segunda mesa redonda avaliou o potencial hidrelétrico da região, concentrando em pequenas plantas hidrelétricas como instrumento de eletrificação rural e de usos produtivos. Os participantes notaram a grande porção do mercado que a energia hidrelétrica possui na América Latina, notando que elas são fontes de energia limpa. Os panelistas também notaram os benefícios de minicentrais hidrelétricas, destacando seus impactos positivos: fornecendo acesso à energia, reduzindo os preços de energia e reduzindo as emissões dos gases causadores do efeito estufa.

À tarde, uma mesa redonda sobre energia solar analisou os desenvolvimentos neste campo no âmbito global, concentrando em aplicações produtivas em áreas rurais situadas fora da rede elétrica. Os exemplos foram fornecidos de projetos existentes, as barreiras e os obstáculos foram examinados, e os sistemas futuros foram descritos, capazes de fornecer energia para vilas inteiras em uma base limpa e eficiente através da combinação de AC e plantas fotovoltaicas. 

A última mesa redonda discutiu a energia eólica, descrevendo as precondições para o sucesso, e as lições aprendidas, salientando o potencial existente na região para melhorar o uso da energia eólica e o benefício do mercado de carbono para financiar projetos de energia renovável.

As quatro mesas redondas foram presididas por representantes governamentais de Alto Nível, tais como Daniel Martinez, Presidente de ANCAP Administração Nacional de Combustíveis, Álcool e Cimento), Uruguai – Mesa Redonda de Biomassa e Biocombustíveis -; Jhonny Yánez, Governador do Estado de Cojedes, Venezuela e Vice-Presidente de OLAGI (Organização Latino-americana Governos Intermediários) – mesa redonda da energia hidrelétrica -; Jorge García, Vice Ministro de Minas e Energia, Guatemala - a mesa redonda de energia solar - e Jerjes Mercado, Vice Ministro de Eletricidade e Energia Renovável da Bolívia – mesa redonda de energia eólica. O recentemente designado Ministro da Indústria, Turismo e Comércio da Espanha, Joan Clos i Matheu encerrou a mesa redonda de energia eólica.

A reunião foi encerrada por Tabaré Vázquez, Presidente do Uruguai, Secretário Geral da SEGIB Enrique Iglesias, Jorge Lepra, Ministro da Indústria, Minas e Energia (Uruguai) e o Diretor Geral da ONUDI Kande K. Yumkella. Enrique Iglesias destacou os resultados da reunião, notando o grande potencial para a energia renovável na América Latina e reviu os esforços feitos pela SEGIB para promover recursos renováveis, compartilhar experiências bem sucedidas, e melhorar a cooperação. Presidente Tabaré Vazquez notou as ligações históricas latino-americanas entre energia e política, em que recursos foram explorados por companhias estrangeiras e mais tarde nacionalizados como uma estratégia para o desenvolvimento nacional. Ele destacou que os objetivos principais de políticas energéticas devem ser o gerenciamento racional dos recursos e o acesso de todos os povos à energia segura, permanente, de qualidade e ambientalmente sustentável. Notando que o consumo de energia dobrou na região durante os últimos 25 anos sem que houvesse uma redução equivalente em níveis de pobreza, ele enfatizou o objetivo de desenvolvimento humano de produção de energia e a importância de agir estrategicamente como uma região para integrar o suprimento de energia para o benefício dos povos da América Latina.

 

 
Presidente Tabaré Vázquez,  Presidente do Uruguai
   
D-E: Enrique V. Iglesias, Secretário Geral da Cúpula Ibero-americana e Tabaré Vázquez, Presidente do Uruguai
 

Presidente Tabaré Vázquez,  Presidente do Uruguai, e o Diretor Geral da ONUDI Kande K. Yumkella aplaudiram o sucesso da reunião.

 
O potencial da Biomassa e de Biocombustíveis na região: Experiências de sucesso

A primeira mesa redonda reviu o potencial para biocombustíveis, bioetanol e biodiesel na América Latina.

 
 
Expedito José de Sá Parente, Tecbio (Brasil)
 
Márcio Zimmermann, Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético (Brasil)
 
H.S Mukunda, Instituto Indiano de Ciência
 
 
Hidrelétrica: Potencial total na região: Análise de pequenas hidrelétricas como um instrumento de eletrificação rural e usos produtivos
O painel sobre pequenas hidrelétricas discutiu sua contribuição atual e o seu potencial para à provisão de eletricidade na América Latina.
 
   
Jhonny Yánez, Governador do Estado de Cojedes e Vice-presidente da Organização Latino-Americana de Governos Intermédios (OLAGI), Venezuela
 
Tong Jiandong, Centro Internacional de Pequenas Hidrelétricas (China)
 
Otto Leonel Garcia M., Aliança Finlandesa para o Meio Ambiente e a Energia – América Central
 
 
   

106

 

Luis Héctor Valdez Báez, Valdéz Ingenieros (Mexico)
 

Rafael de Ureňa Francés (Espanha), Unión Fenosa Generadora de la Joya, Costa Rica

 
Energia Solar: Potencial com especial atenção a aplicações produtivas em zonas rurais e fora da rede elétrica
 
 
Jorge García, Vice-Ministro de Energia e Minas (Guatemala)
 
Jan Kai Dobelmann, Sociedade Internacional de Energia Solar
 
Jorge M. Huacuz Villamar, Instituto de Pesquisa Energética (Mexico)
 
     
 
Ernesto Macías Galán, Presidente da Associação Européia da Indústria Fotovoltaica (Espanha)
 
Lubna Razia Ijaz, Universidade Tecnológica da Virginia
 
Energia Eólica: Melhores experiências e potencial fora da rede elétrica
 
 

Melchor Ruiz, Acciona Energía (Espanha)

 
Joan Clos i Matheu, Ministro da Indústria, Turismo e Comércio (Espanha)
 
Teodoro Monzón, GAMESA Energía (Espanha)
 
 
 
Stefan Hantsch, WINDKRAFT (Austria)
 

Jerges Mercado, Vice-Ministro de Eletricidade e Energias Alternativas  (Bovia)

 
Manuel Fuentes, IT Power (Reino Unido)

 

Exibição de Energia Renovável


A exposição técnica de energia renovável, realizada em paralelo`a reunião, apresentou tecnologias avançadas de várias áreas de pesquisa, incluindo energia eólica, fotovoltaica e bioenergia.

 
 
 
 
 
Cobertura diária pela rede: De 26 de Setembro - 27 de Setembro
 
 
 
Sites relacionados
 
 

Página da Conferência
Página da ONUDI
Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB)
Página do Ministério da Indústria, Minas e Energia do Governo da República Oriental do Uruguai
ONUDI URUGUAI
Linkages Update
MEA-L
digimarc

Digimarc e o logo de Digimarc são marcas registradas de Digimarc Corporation. A "Marca D’água Digimarc Digital" da tecla da rede é uma marca registrada de Digimarc Corporation, usada com permissão.

! Alguma irregularidade nesta página? Por favor, envie um e-mail ao Digital Editor.

| Voltar para IIDS RS "Linkages" | Visite IISDnet | Envie um e-mail para o ENB |
© 2006, IIDS. Todos os direitos reservados.